Do tamanho do meu sonho

Sonhar é bom, mas não é tão simples assim quanto parece. Quantas vezes você já se imaginou sonhando e se perdeu no meio do caminho? Estava no meio do delírio, se divertindo, mas de repente ficou sem saber para onde ir? E de repente, você acaba mesmo é desistindo do seu sonho. Simplesmente porque não sabia como terminá-lo.
 .
As pessoas dizem que gostam de fazer inúmeras e variadas coisas, que são tantas as paixões, tantos os sonhos e tudo mais, que por isso uma vida só parece pouco para realizar. Ou então, que é muito difícil realizar os sonhos e por isso desistem antes mesmo de tentar. Mas sabe qual é, na realidade? A maioria não sabe bem onde termina nem onde começa o sonho. Então saem por aí fazendo tudo o que supostamente parece lhes dá prazer, sem saber muito bem para que.  E vamos para a aula de piano, de ballet, de culinária, o curso de história da arte, de filosofia grega, aula de russo, de inglês, de tênis, de origami, e sei lá mais o que. Tudo divertido por um tanto, mas e depois, para onde se vai?
 .
A mesma coisa acontece com os amores. Tantas pessoas fascinantes no mundo, tanto a se conhecer, tanto a se trocar. Mas o tempo passa, o fascínio da descoberta se esgota, e pouco resta a partir daí. Também divertido, mas e agora, para onde se vai?
 .
E é aí que surge o tal do propósito. Você já parou para pensar na razão da sua existência? Escrever um livro, plantar uma árvore, ter um filho? Clichê, mas na realidade quem tem esses propósitos sabe exatamente aonde quer ir. Ora, quero ter uma casa de campo para plantar uma árvore. Quero um parceiro de caráter para cultivar um bom relacionamento e criar um filho. Quero estudar determinado assunto para escrever um livro.
 .
Mas calma, isso não significa que você está transformando a sua vida num plano de metas de uma empresa. Não é assim, tão rígido quanto parece. Você apenas tem que saber onde quer chegar. Você pode inclusive perder-se, e assim descobrir outros caminhos, e aprender o inesperado. Não há pressa em chegar. O que importa mesmo é saber onde se quer chegar. E às vezes, quanto mais vezes a gente se perde, mais o caminho se torna divertido.
 .
Quem não tem propósito não consegue sonhar, porque sonhar é imaginar o lugar onde se quer chegar. Se você não sabe onde quer chegar, como sonhar? E o que é sonhar? É colorir aquele lugar que imaginamos para nós mesmos.
 .
Então desistimos do trabalho, porque perdeu a graça. E desistimos da aula de russo, porque não vai ter utilidade alguma. E trocamos de namorado, porque o fascínio da descoberta se passou, porque ele não era bem aquilo que imaginávamos. Mas… o que imaginávamos mesmo?
 .
Trabalho bom é aquele que está vinculado a um ideal. E aprender coisas novas só é verdadeiramente bom se pretendemos modificar a nós mesmos e depois transmitir o conhecimento, de alguma maneira. E amor bom é aquele que nos faz crescer, que nos desafia, dia após dia, e que nos impulsiona em nossos propósitos. Um amor bom fornece combustível. Já o amor falso, esse mina todos os nossos propósitos, pois pensa apenas em alimentar a si próprio.
 .
Pois não é o caminho que importa, o que importa é saber onde se quer chegar. Querer aquilo que reflita o seu ideal. Sabendo o seu ideal, fica fácil sonhar. Sonhar com seu trabalho, onde você morar, quais os amigos quer ter, o que quer aprender, quem você vai amar. Fica fácil rodear-se daquilo que lhe faz bem. Perder-se mas saber para onde olhar.
 .
Quem tudo quer, não sai do lugar. Gira em círculos, fica preso dentro de si mesmo. Não conclui sequer o seu sonho, porque nem sabe como quer que ele termine. Simples assim, tão óbvio. Mas tão difícil ao mesmo tempo, tão fácil ceder a tudo que dá prazer temporário!
 .
Sonhar com começo, meio e fim. Taí uma coisa que a gente devia era aprender na escola.
 .
Cris Oshima